Dia Internacional do Idoso, o que temos para comemorar?

E de repente nos vemos em meio a uma pandemia mundial, que mudou a nossa rotina, afetando a todos e, principalmente, as pessoas do grupo de risco, entre elas, o grupo acima de 60 anos. O mundo parou, as visitas cessaram, os passeios foram paralisados e as festas foram canceladas.

Aqui no Abrigo Vó Tereza nos adequamos a todas as diretrizes dos órgãos competentes: uso de EPIs, isolamento social, visitas por meio de vídeo e outros cuidados necessários para a prevenção. E com muita ação e, acima de tudo, com fé, oramos para que o vírus não chegasse à nossa instituição.

Dentro dessas fragilidades, como fazer os mais fragilizados entenderem que está proibido até mesmo um aperto de mão? Intensificamos e criamos novas estratégias através do lúdico para explicar a pandemia. Intensificamos a participação nas oficinas de artesanato, na oficina “Me conte sua história” e na oficina de leitura.

A fragilidade dos idosos, muitas vezes, é vista com preconceito, e uma publicação do dia 7 de junho no Portal do Envelhecimento aponta a desvalorização dos mais experientes:

“Apesar de a Declaração Universal dos Direitos Humanos reconhecer o direito à vida, à assistência médica e ao tratamento digno e igualitário ao longo da vida, durante o combate ao coronavírus o que observamos é uma discriminação cada vez maior às pessoas idosas, discriminadas pela idade e pela saúde, muitas inclusive se encontram desprotegidas em suas residências. A violência do olhar da sociedade para com os mais velhos se espalha nas redes sociais com vídeos mostrando idosos – muitos visivelmente em situação de grande fragilidade – como se fossem crianças, ou até em discursos de homens públicos e empresários anunciando a desvalorização da vida dos mais velhos.”.

E a nossa equipe do Abrigo Vó Tereza vai homenagear neste dia Universal do Idoso os que aqui estão lutando e comemorando a cada dia as conquistas, direitos, dignidade e a superação deste momento de incertezas que estamos vivenciando.

 “Ninguém envelhece apenas por viver vários anos. Nós envelhecemos abandonando nossos ideais. Os anos podem enrugar a pele, mas desistir do entusiasmo enruga a alma.” Samuel Ullman

Regina C.S. Marchetti

Assistente Social

 CRESS 58.340.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *