ALIMENTAÇÃO E O DIABETES NA TERCEIRA IDADE

O Dia Mundial do Diabetes é celebrado no dia 14 de novembro em homenagem ao aniversário do Dr. Frederick Banting que descobriu a insulina em 1921, juntamente com seu assistente, o estudante Charles Best.

A data foi criada em 1991 pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) junto à Organização Mundial de Saúde (OMS), para conscientizar o mundo inteiro sobre os problemas associados à doença: alta mortalidade por doenças cardiovasculares (infartos e insuficiência cardíaca), AVC (derrame), complicações específicas da doença, como insuficiência renal, perda da visão, alteração de sensibilidade nos membros inferiores e consequentes úlceras e amputações.

Mas o que é o diabetes?

Primeiro devemos saber que existem dois tipos de diabetes. O tipo 1 é geralmente descoberto na primeira infância ou adolescência e é classificada como doença autoimune. É tratado sempre com insulina, medicamentos, adequação da alimentação e atividades físicas. E o tipo 2, que corresponde a 90% dos casos, aparece comumente na vida adulta e na terceira idade, é quando o organismo não consegue produzir a quantidade adequada de insulina ou as células apresentam resistência à este hormônio. Dependendo da gravidade do caso, apenas alimentação e atividade física já ajudam a controlar os níveis de glicose.

O tipo 2 pode ser evitado com controle adequado do peso, conseguido com um estilo de vida saudável, incluindo atividades físicas na rotina com regularidade e alimentando-se bem. Na terceira idade, devemos ter ainda mais atenção com a alimentação, devendo ser rica em frutas, verduras, legumes e fibras – contendo alimentos integrais como pães, aveia e massas, e baixa ingestão de alimentos gordurosos como frituras, por exemplo. O consumo excessivo de açúcares como refrigerantes, bolos, sorvetes, sucos em pó, também deve ser evitado.

Aqui em nosso abrigo, a alimentação de nossas idosas conta de perto com acompanhamento nutricional para a elaboração do cardápio e preparo das refeições, em que cuidamos da quantidade de açúcar nas bebidas oferecidas como café e chás. Os sucos artificiais foram excluídos da dieta, sendo servidos apenas sucos preparados com polpa de fruta natural ou congelada, ou suco concentrado, sendo possível assim controlar a quantidade de açúcar. As frituras são oferecidas apenas algumas vezes no mês, e bebidas como os refrigerantes são servidos apenas aos finais de semana ou aniversários.

Frutas frescas são servidas em quase todas as refeições, oferecendo vitaminas e minerais. Verduras e legumes também fazem parte da rotina, fontes de fibras que auxiliam diretamente no controle da glicemia.

Cuidados simples do dia a dia podem fazer a diferença na sua saúde, principalmente daqueles que já passaram dos 60 anos. Cuide-se, e cuide de quem você ama!

Daniela Genaro Pulzatto Verdinasse
Nutricionista Responsável Técnico
CRN 35534
Abrigo Vó Tereza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *